A inovação ama a crise

Mariana Santos começou sua vida profissional como designer do The Guardian, e rapidamente descobriu a vocação para o jornalismo. Insatisfeita com a falta de mulheres na área de tecnologia das redações, Mariana criou o Chicas Poderosas, rede de apoio que busca empoderar mulheres através da tecnologia aplicada à informação. No Festival 3i, ela conta sua

Amazônia Real

Criada em meio às manifestações de junho de 2013 pelas jornalistas Katia Brasil e Elaíze Farias, a Amazônia Real é um veículo independente que, ao contrário das pautas com as quais a mídia tradicional costuma retratar a região, busca dar voz às suas populações mais invisibilizadas, como quilombolas e indígenas. Promovendo debates em torno das

Google News Lab

Marco Túlio Pires apresenta a iniciativa do Google News Lab, que através do encontro entre imprensa e tecnologia busca auxiliar profissionais da mídia a enfrentarem os desafios do jornalismo atual – fake news, atenção do usuário, desertos de notícias e modelos de negócios. Por meio de projetos como o Credibilidade, o Cross Check e o

JOTA: jornalismo na nuvem

Espalhados em seis cantos do mundo, o JOTA é um veículo independente que acontece totalmente na nuvem, explorando a tecnologia e a organização em rede como forma de qualificar sua atuação. Mesmo nas duas pequenas redações em São Paulo e Brasília, as decisões são tomadas na rede, e os jornalistas têm a liberdade de trabalhar

Agência de Narrativas das Periferias

Rodrigo Azevedo é coordenador do Observatório de Favelas, e apresentou ao Festival 3i o projeto da Agência Narrativas das Periferias, que deve estar entrando em ação ainda em 2018. Envolvendo formação e prática, a proposta consiste em criar um espaço de desenvolvimento e produção de narrativas de informação, uma redação com dez jovens de periferias

Reinventando o rádio: jornalismo em podcast

Ivan Mizanzuk é designer, mas foi parar no jornalismo através dos podcasts. Apesar de ser o ‘patinho feio das mídias’, para Ivan, o podcast apresenta um enorme potencial para contar histórias, resgatando do rádio o poder do áudio. Apresentando diversos exemplos, como o dos seus próprios Anticast e Humanos (http://anticast.com.br/), Ivan demonstra como este novo

Jornalismo de dados aplicado à política

Guilherme Martins é jornalista especializado em assessoria e consultoria parlamentar, e desde o ano passado vem se dedicando a estudar como a linguagem de programação pode dar mais transparência para as matérias jornalísticas. A Marco Zero Info é um projeto de jornalismo de dados aplicado à política, que não busca ser um veículo em si,

Greg News

Gregorio Duvivier apresenta ao Festival 3i um episódio do seu programa de humor político, o Greg News, que busca através do humor aproximar a política do cotidiano, tratando-a como algo corriqueiro.

Jornalismo investigativo: vocação para denunciar

Elizabeth Salazar discute dois exemplos de atuação do veículo investigativo peruano Ojo público: um documentário web sobre as rotas ilegais do ouro na região amazônica; e uma matéria sobre as relações de Joaquin Ramirez – principal financiador da campanha de Keiko Fujimori (filha do ditador Alberto Fujimori) à presidência – com o tráfico de drogas

¡Ojo! Base de dados no jornalismo digital

Elizabeth Salazar é jornalista do Ojo público, veículo digital investigativo e laboratório de inovação que atua há três anos no Peru. Apesar de seu rápido crescimento, segundo Elizabeth, a transição para o modelo digital de fazer jornalismo não foi fácil. Apresentando a base de dados Fundos de Papel, dedicada a destrinchar os caminhos do dinheiro

Sala Negra: cobertura especializada na violência centro-americana

Em 2011, o jornalismo salvadorenho e centro-americano não sabia nada sobre as gangues que controlam o narcotráfico e promovem a violência na região. Nesse contexto, surgiu o Sala Negra, sessão do jornal online El Faro (www.elfaro.net), especializada na cobertura da violência centroamericana. Com pautas que podem durar meses, a equipe do Sala Negra se dedica

Facebook Journalism Project

Claudia Gurfinkel apresenta para o Festival 3i o Facebook Journalism Project, projeto da plataforma que procura estreitar laços com empresas de mídia, melhorando o engajamento com conteúdos noticiosos na rede. Através de ferramentas como o Crowdtangle e de iniciativas como a News Integrity Initiative, o projeto se divide em três pilares – desenvolvimento colaborativo de

F*** News

No dia 11 de janeiro de 2017, o presidente dos EUA Donald Trump usou o termo ‘fake news’ para se referir à CNN. Diretora do First Draft – organização especializada em verificação de informações – Claire Wardle alerta para os perigos do termo, que além de não dar conta do complexo cenário de desinformação a

Skip to content