Tiempo Argentino: jornalismo cooperativo e autogerido

Federico Amigo apresenta ao Festival 3i o caso do jornal Tiempo Argentino, que em 2016 abandonou o modelo de empresa da mídia tradicional para se tornar uma cooperativa de jornalistas, encontrando na autogestão o caminho da independência. Com a saída de Kirchner do poder e o consequente esvaziamento do Grupo 23, o veículo deixou de cumprir suas obrigações trabalhistas. Após meses sem rodar, os jornalistas decidiram relançar o diário, encontrando no formato de cooperativa uma alternativa horizontal, em que todos os integrantes estão associados e possuem o mesmo poder de tomar decisões.

Vídeo
Federico AmigoFederico Amigo
Jornalismo investigativo: vocação para denunciar
Data Labe: um laboratório de dados na favela